terça-feira, janeiro 12, 2010

Asfixiante


[3581]

Ainda me lembro do gáudio que a asfixia democrática de Ferreira Leite provocou nas hostes progressistas e claques socretinas, à altura. O termo foi glosado nas 1001 posições que a fértil e abnegada imaginação dos conhecidos paladinos do regime podia proporcionar.

O tempo passou e agora aconteceu isto. Se isto não é asfixia, então o que é? Não tanto o desfecho (saída de Marcelo) mas mais o percurso meticuloso, paciente e milimétrico que foi usado até Rebelo de Sousa se fartar daquela gente.

Asfixiante!
.

Etiquetas: ,

5 Comments:

At 10:19 da manhã, Anonymous Vitor Correia de Azevedo disse...

Não vale a pena dizer mal por tudo e por nada. De acordo com as palavras do Professor Marcelo, aos jornais CM e Público, a culpa da sua saída é de António Vitorino (parece que ele é que se fartou)
“Há um ano que António Vitorino quer sair. Eu e a RTP temos conseguido mantê-lo. Mas ele tem outros compromissos e não é possível adiar mais porque a RTP tem de seguir as recomendações da Entidade Reguladora para a Comunicação Social, devido às questões do pluralismo político-partidário, e terminando o ‘Notas soltas’, termina o meu”.

 
At 6:56 da tarde, Blogger papoila disse...

Ainda bem que se vão embora!
Vai-lhes fazer bem, estão há muito tempo no mesmo sítio e isso congela-lhes os cérebros.:)
E depois, muito provavelmente vão fazer comentários para outra Estação!

 
At 9:36 da manhã, Blogger Espumante disse...

Vítor Correia de Azevedo

Meu caro Vítor. O professor Marcelo nunca diria que foi enxotado. Ele é o campeão do pragmatismo e do cinismo (de resto, o que é o pragmatismo se não uma forma polida de cinismo?)e isso basta para que ele tenha sempre o discurso preparado para situações de alguma delicadeza, sobretudo se nelas estiver envolvido. No caso vertente, basta acompanhar o percurso bem definido e gradual com que a RTP (um avatar do governo)balizou a actuação de Marcelo (redução de tempo, horários incertos, encaixe entre programas duvidosos) para se perceber que ele estava claramente a ser "despachado".
De resto não sou a única pessoa a ter esta opinião. Gente bem mais informada, de que lhe dou exemplo a Helena Matos do Público tem precisamente a mesma opiniao, como pode ver aqui.
Um abraço.

 
At 9:37 da manhã, Blogger Espumante disse...

papoila

Ora aqui está uma opinião simples e directa :))))))) Gosto da simplicidade com que te manifestas, papoila. É uma forma de não enregelarmos o cérebro :))))

 
At 10:14 da manhã, Anonymous Vitor Correia de Azevedo disse...

Estou de acordo com a sua resposta ao cometário de Papoila. Não vale a pena inventar cenários. Já sabemos que o Professor Marcelo gosta de um boa intriga ( e gosta de disparar em todas as direcções - PS, PSD, PP,...). A verdade é que "Ainda bem que se vão embora.vai fazer-lhes bem" e a nós também.

 

Enviar um comentário

<< Home